Divulgado! PIS-Pasep 2024: veja o calendário!

Ansioso para receber o seu PIS-Pasep 2024? Veje quando começa o pagamento e o calendário

A Caixa Econômica Federal anunciou o Calendário do Abono Salarial de 2024, relacionado ao ano-base 2022. O cronograma recebeu aprovação do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) durante uma reunião realizada na quarta-feira (13).

Contudo, grana do Abono Salarial começa a cair a partir de 15 de fevereiro. Se você tá de olho no PIS, lembra que o mês do seu nascimento é o que conta. Agora, se é Pasep, olha pro último dígito da sua inscrição no programa. Ah, e não perde o bonde, galera, todo mundo pode sacar essa bufunfa até 27 de dezembro.

O PIS (Programa de Integração Social) é destinado aos trabalhadores que atuam na iniciativa privada. A Caixa Econômica Federal é a responsável pela administração do pagamento desse benefício. Isso significa que, se você está na ativa no setor privado, pode contar com a Caixa para garantir que o PIS chegue até você.

Este programa representa um importante recurso de apoio aos trabalhadores, proporcionando benefícios financeiros que contribuem para a integração social e o fortalecimento do bem-estar econômico dos colaboradores do setor privado.

O Pasep (Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público) destina-se aos servidores públicos, sendo que os depósitos correspondentes são realizados pelo Banco do Brasil. Em outras palavras, se você é servidor público, pode contar com o Banco do Brasil para gerir os depósitos do Pasep, proporcionando assim os benefícios associados a este programa voltado para o desenvolvimento do patrimônio dos servidores públicos.

Segundo o Codefat, aproximadamente 24,5 milhões de trabalhadores têm a previsão de receber o abono salarial, totalizando benefícios no valor de R$ 23,9 bilhões. Confira o calendário:

Quem possui direito ao abono salarial PIS-Pasep 2024?

Para ser elegível ao abono salarial, é necessário que o trabalhador esteja cadastrado no programa PIS-Pasep 2024 ou no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) por pelo menos cinco anos, considerando a data do primeiro emprego.

Além disso, é preciso ter trabalhado para empregadores que contribuam para o Programa de Integração Social (PIS) ou para o Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A remuneração mensal média durante o período trabalhado não deve ultrapassar dois salários-mínimos.

Outro critério relevante é ter exercido atividade remunerada por pelo menos 30 dias, de forma consecutiva ou não, durante o ano-base da apuração, que corresponde ao ano de 2022.